Logo Caravelas Consultoria

EBIT|NIELSEN: NAS PRIMEIRAS 12 HORAS DA BLACK FRIDAY, E-COMMERCE CRESCE 24% E FATURA R$ 149 MILHÕES

Logo Ebit|Nielsen
Esquenta do evento, entre os dias 25 e 27 de novembro, bate R$ 751 milhões em vendas com alta de 49%

São Paulo, 28 de novembro de 2019. As vendas da Black Friday no e-commerce totalizaram R$ 149 milhões até às 12h desta quinta-feira (28), de acordo com as informações da Ebit|Nielsen. O número é superior ao faturamento registrado no mesmo período de 2018, quando as vendas até esse horário somavam R$ 119,7 milhões. Na comparação, houve um crescimento de 24%.

"Importante lembrar que, em 2018, a Black Friday aconteceu em uma semana anterior da qual está ocorrendo este ano, acompanhada de um feriado optativo (20/11) no esquenta da data. Na edição de 2019, estamos em uma semana à frente, sem feriado, mais próximos do Natal e com uma ressalva importante: o consumidor recebe no dia 29 a primeira parceira do 13°salário. Com dinheiro no bolso e já pensando no Natal, o brasileiro aproveita a oportunidade e a facilidade do e-commerce para realizar as suas compras", explica a líder de Ebit|Nielsen, Ana Szasz.

Já o volume de pedidos ultrapassou a marca de mais de 308,5 mil, expansão de 11% em relação a 2018 (277 mil). Nestas primeiras horas, o tíquete médio foi de R$483, 12% maior que no mesmo período do ano passado (R$ 432).


PARTICIPAÇÃO POR REGIÕES

No recorte regional, a Ebit|Nielsen indica que em 12 horas de promoções da Black Friday 2019, a região Sudeste liderou o volume de pedidos com 66%, seguida pelo Sul com 15%. O Nordeste aparece logo após com 10% das compras, Centro-Oeste com 7% e, por último, o Norte com 3%.

Black Friday Region 2019

PRÉ-BLACK FRIDAY SUPERA EXPECTATIVA DE VENDAS ONLINE

De segunda a quarta-feira (25 a 27 de novembro), no chamado esquenta da Black Friday, o faturamento foi de R$ 751 milhões, alta de 49% sobre o mesmo período de 2018, quando esse valor foi de R$ 505,4 milhões. Durante esses três dias, o volume de pedidos aumentou 46%, 1,93 milhão de pedidos em 2019 frente a 1,32 milhão no ano passado. O tíquete médio ampliou em 12%, indo de R$ 432 em 2018 para R$ 483 em 2019.

"Verificamos que no esquenta da Black Friday deste ano, o varejo se mostrou mais preparado. Conhecendo as necessidades do mercado, ele conseguiu traçar estratégias mais assertivas junto a parceiros e fornecedores, e, assim, antecipar a venda para um consumidor que já tinha a intenção de comprar na data", aponta Szasz.

Nos dias de esquenta do evento, o destaque ficou para as compras via mobile. Segundo os dados Ebit|Nielsen, 53% dos pedidos (1,25 milhão), que representam 51% do faturamento (R$ 380 milhões), foram realizados a partir de dispositivos móveis.

Icon Time Nielsen

PERÍODO: Bases comparativas entre os dias que abrangem a Black Friday (00h00 de quinta e 23h59 da sexta-feira) em 2019 - 28 e 29 de novembro - e em 2018 - 22 e 23 de novembro.

Icon Phone Nielsen

PODCAST NIELSEN BRASIL: Confira o novo episódio em que os especialistas em e-commerce da Ebit|Nielsen falam sobre o que esperar da Black Friday 2019, as principais oportunidades para a Indústria, o varejo e os marketplaces, bem como quanto a data influência nas vendas do Natal.

SOBRE A EBIT|NIELSEN: Presente no mercado brasileiro desde 2000, a Ebit|Nielsen (www.ebit.com.br) acompanha a evolução do varejo eletrônico desde o seu início, sendo a maior referência em inteligência competitiva para o e-commerce no país. Por meio de um sofisticado sistema, os dados da ordem do pedido são coletados em tempo real dos varejistas online. São mais de 30 milhões de pesquisas coletadas em mais de 25 mil lojas virtuais conveniadas.


CONTATO IMPRENSA - CARAVELAS

Tiago Pariz - 11 98685-1041 ₋ tiagopariz@caravelasconsultoria.com

Alexandra Bicca - 11 95998-0906 ₋ alexandrabicca@caravelasconsultoria.com